sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Fado da Sina


Póvoa de Varzim, 2011 © Adelina Silva

Reza-te a sina nas linhas traçadas na palma da mão,
Que duas vidas se encontram cruzadas no teu coração.
Sinal de amargura, de dor e tortura, de esperança perdida,
Destino marcado de amor destroçado na linha da vida.

E mais se reza na linha do amor que terá de sofrer
O desencanto ou leve dispor de uma outra mulher.
Já que a má sorte assim quis, a tua sina te diz...
Que até morrer, terás de ser, sempre infeliz.

Amadeu do Vale, extrato da letra do "Fado da Sina"


9 comentários:

Remus disse...

E fazem fila...
A Adelina também lá foi? O futuro é promissor?
:-)

Remus disse...

E fazem fila...
A Adelina também lá foi? O futuro é promissor?
:-)

Fábio Martins disse...

E que tal o futuro? :)

Existe um Olhar disse...

Um momento bem apanhado!
Pelo preço valia a pena tentar saber umas coisas.
Ña questão fotográfica auguro à menina um óptimo futuro:)))
Manu

João Farinha disse...

Excelente composição cromática.

photoattraction disse...

Parece uma boa oportunidade de negócio. Olha a fila à porta...
Só há é mulheres. Haverá razão ?

ams disse...

Respondendo a algumas das questões:
1º - Eu passei por lá, mas desisti, pois o tempo de espera na fila parecia infindável;
2º - o preço, realmente, era acessível; estaria adequado à qualidade do serviço prestado??? eheheh;
3º - Na fila só se vêem mulheres, mas se repararmos bem, lá dentro sentado está um representante do sexo masculino (podem clicar na foto para a verem em tamanho maior).
Nos tempos que correm, o que importa é ter uma ideia e aproveitar a oportunidade de negócio, dizem os entendidos e os expert na matéria.

Obrigada pelos comentários.

Adelina

mfc disse...

A tua sina é andares atenta...
Olha que é uma sina interessante!

Helder Ferreira disse...

E a sina? o que disse a sina? :))