quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Pescaria


Apúlia, 2011 © Adelina Silva

Cesto de peixes no chão.
Cheio de peixes, o mar.
Cheiro de peixe pelo ar.
E peixes no chão.

Chora a espuma pela areia,
na maré cheia.

As mãos do mar vêm e vão,
as mãos do mar pela areia
onde os peixes estão.

As mãos do mar vêm e vão,
em vão.
Não chegarão
aos peixes do chão.

Por isso chora, na areia,
a espuma da maré cheia.

Cecília Meireles, in "Ou isto ou aquilo"


8 comentários:

photoattraction disse...

Quase se sente o cheiro aqui...
...mas isso é para polvo, certo ?

mfc disse...

Olha os côvos ou naças para a pesca dos crustáceos!
Lindos!

Remus disse...

E a pescaria rendeu bem?
:-)
Pelo menos a pescaria fotográfica rendeu. Tem aqui uma fotografia visualmente apelativa, onde a tonalidade escolhida foi muito bem seleccionada.
Parabéns!

Existe um Olhar disse...

Os cestos da pescaria deram um belo grafismo.
Excelente.
Manu

João Farinha disse...

Muito bom este grafismo. Também gosto do tratamento da imagem.

Roberto Machado Alves disse...

Que linda foto!
Puro fotojornalismo. Parabéns.

Helder Ferreira disse...

Belo pormenor. Gosto do grafismo das redes.

AN disse...

Grafismo e cor muito bonitos.