quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Asas e raízes

Sevilha, 2009 © Adelina Silva

“Bendito aquele que consegue dar aos seus filhos asas e raízes”, diz um provérbio.
Precisamos das raízes: existe um lugar no mundo onde nascemos, aprendemos uma língua, descobrimos como nossos antepassados superavam seus problemas. Em um dado momento, passamos a ser responsáveis por este lugar.
Precisamos das asas. Elas nos mostram os horizontes sem fim da imaginação, nos levam até nossos sonhos, nos conduzem a lugares distantes. São as asas que nos permitem conhecer as raízes de nossos semelhantes, e aprender com eles.
Bendito quem tem asas e raízes; e pobre de quem tem apenas um dos dois.


Paulo Coelho, in "Histórias para os pais, filhos, e netos - Volume 2"

2 comentários:

Jéfferson B. Cezimbra disse...

Uma excelente imagem.
Gostei também da escolha do texto e de poder apreciar uma trilha sonora de respeito.
Parabéns.
Abraços :)

Remus disse...

Raízes que seguram, sustentam, protegem e alimentam.
Benditas raízes... que ficaram mesmo muito bem retratadas.