segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Natal de 2008

Estamos em plena época Natalícia...
Acabei de ler uma entrevista do psicólogo Vitor Rodrigues, na revista Notícias Magazine. Diz ele: "É suposto ser uma época de partilha, de afectos, de intimidade, de rever os amigos e familiares, sem pressões nem obrigações. Podemos (...) dar presentes que sejam uma homenagem, que revelem afecto e atenção às necessidades do outro. E nao presentes bajuladores, calculistas, interesseiros, que se dão por obrigação social ou para receber algo em troca".
À afirmação do jornalista - "Dar afecto não é fácil"-, respondia: "Uma grande parte das pessoas ainda tem medo de abrir o coração. Têm medo de se aproximar dos outros, de ser sinceras e frontais, de dizer que gostam do outro, de construir algo em conjunto. Ainda vivemos, a muitos níveis, numa cultura de guerra, de distância e desconfiança. Às vezes (...) digo, em jeito de provocação, que há muitos homens que não têm 'tomates' para ter emoções. Falta-lhes a coragem para aguentar um sim ou um não".
Por isso, daqui faço um apelo aos Homens deste país que os têm bem no sítio... não tenham medo de dizer que gostam do outro. Digam-no! Gritem-no! EU GOSTO DE TI!
Nós agradecemos... Bem haja!

2 comentários:

Arnaldo Macedo disse...

Pega-me tu ao colo
E leva-me para dentro da tua casa
Despe meu ser cansado e humano
E deita-me na tua cama
E conta-me histórias, caso eu acorde,
Para eu tornar a adormecer.
E dá-me sonhos teus para eu brincar
Até que nasça qualquer dia
Que tu sabes qual é....

Alberto Caeiro

...IT ED OTSOG

Vieira Calado disse...

Que o Natal se cumpra em todos os espíritos de boa-vontade!

Bjs