domingo, 30 de novembro de 2008

Agora no meu quarto

Barcelona, 2008 Adelina Silva

Oh meu Amor
encontrei-Te novamente
saí
para ir buscar um maço de cigarros
e ali estavas Tu
Curvei-me diante de toda a gente
e toda a gente rejubilou comigo
Perdi-me
nos olhos de um cão
que Te amou
O calor ergueu-me
O trânsito atirou comigo
nu para cima da cama
com um livro sobre Ti
e uma garrafa de água fria
Leonard Cohen, in "Livro do Desejo"

2 comentários:

Arnaldo Macedo disse...

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada... Não temos já nada para dar.Dentro de ti não há nada que me peça água... Apenas açucar e bolachas..

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, lindo o teu poema... Palavras de ternura... Gostei muito!...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha