sexta-feira, 23 de março de 2012

É possível morrer de amor?


Paris, 2012 © Adelina Silva

(...)
Pudesse eu ser tu
E em tua saudade ser a minha própria espera.

Mas eu deito-me em teu leito
Quando apenas queria dormir em ti.

E sonho-te
Quando ansiava ser um sonho teu.
(...)

Mia Couto, in "idades cidades divindades"

7 comentários:

mfc disse...

Não, mas é possíver viver-se terrivelmente infeliz!

PAULO | PHOTOS disse...

talvez!...

mas será melhor "trocar" de amor antes que a morte nos encontre :)


boa foto

Remus disse...

Eu acho que sim. Tudo depende do estado de espírito.

Uma fotografia com uma luz celestial.
Gostei do tratamento dado à fotografia, acho que resultou muito bem e valorizou-a.

Rute disse...

Pois...dizem que sim e temos alguns casos na História da Humanidade. Mas concordo com o Paulo, mais vale partir para outra, quando a coisa tá mesmo preta...;)

* Gostei muito da poesia do Mia Couto

1 bj

Rute disse...

...até me esqueci de falar da fotografia! A escultura é muito bonita e as tonalidades da fotografia, assim como a perspectiva, realçam essa beleza.

DAlmeida disse...

Ai, a Adelina já esteve em Paris este ano, que santa inveja! :) Essa é uma viagem eternamente adiada, ando sempre a tentar e depois nunca vou!
É possível morrer de amor, sei que sim. Não será uma possibilidade latente a todos, que uns há mais afectivos, carentes e propensos ao amor que outros, e também os há aqueles em circunstâncias ingratas, totalmente ocupados em tentar sobreviver, sem qualquer hipótese para o amor.
Pronto, quando eu, finalmente, for a Paris, vou ver esta estátua e vou lembrar-me da Adelina!:)

Pierre BOYER disse...

Lovely...
Best regards from France,

Pierre