domingo, 20 de setembro de 2009

Ai... que prazer...

Póvoa de Varzim, 2009 © Adelina Silva

Ai que prazer
não cumprir um dever
Ter um livro para ler
e não o fazer!
Ler é maçada,
estudar é nada.
O sol doira sem literatura.
O rio corre bem ou mal,
sem edição original.
E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal
como tem tempo, não tem pressa...

Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

(...)
Fernando Pessoa

5 comentários:

mfc disse...

A foto diz tudo... um prazer enorme.
E também é um prazer enorme ver um bom enquadramento, uma boa luminosidade e uma composição muito boa dos 3 elementos: sujeito, mar e bicicleta.

Joni disse...

Absolutamente genial esta fotografia. Parabéns

Clara disse...

Ai que saudades! Saudades de estar a ouvir o mar, sentir o sol, cheirar a maresia, estar deitada e esquecer tudo...

Beijinhos

Bea disse...

Incrível sensibilidade. Parabéns! Foi inspirador...

Remus disse...

O prazer é sempre relativo. Para mim, andar de bicicleta na areia, não é prazer nenhum. Mas estar a descansar numa praia, já é. :-) :)

Bom momento e bem captado.