terça-feira, 21 de outubro de 2008

Eis-me!

Vila Real, 2008 (c) Adelina Silva

Eis como me sinto:

Desprotegida

Nua

A afundar-me

Inerte

Cansada

Sozinha

Isolada

Perdida

Abandonada

Morta!

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Oh, Deus meu!
Espevite, senhora!
O sol é novo todas as manhãs!

Bjs

ams disse...

EHEH!!!
Isso é o que a escultura me sugere!!!

Obrigada!

Bjs