terça-feira, 21 de julho de 2009

A Primeira de Todas as Paixões

Madrid, 2009 © Adelina Silva

Quando o primeiro contacto com algum objecto nos surpreende e o consideramos novo ou muito diferente do que conhecíamos antes ou então do que supunhamos que ele devia ser, isso faz que o admiremos e fiquemos espantados com ele. E como tal coisa pode acontecer antes que saibamos de alguma forma se esse objecto nos é conveniente ou não, a admiração parece-me ser a primeira de todas as paixões. E ela não tem contrário, porque, se o objecto que se apresenta nada tiver em si que nos surpreenda, não somos emocionados por ele e consideramo-lo sem paixão.

René Descartes, in "As Paixões da Alma"

6 comentários:

Remus disse...

De facto, este é um objecto com o qual ficamos completamente espantados. É simpático e transmite felicidade. Por isso mesmo, quando o admiramos ficamos com um sorriso, tal como uma criança.
Sabe se esta estátua tem algum simbolismo especial?

mfc disse...

Também é necessária a capacidade de nos emocionarmos.
A foto com a alusão ao encantamento, acrescida do pormenor da bicicleta de miúdo caída... é encantadora. Parabéns.

Whispers disse...

Atracao, tudo coomeca em uma simples atracao, pode ser em sentido positivo,mas tb pode acabar em sentido negativo

Desejo d eboa semana
Mil beijos
Whispers

Joni disse...

Adelina: não sei o que se passou com o comentário que tinha deixado; em todo o caso para dizer uma vez mais, que a fotografia está muito boa,autêntica captura no movimento.
O texto é uma boa descoberta para mim.
Surpreender, nem sempre é com a novidade, mas, com o que não esperamos que aconteça- com uma pessoa-por exemplo.

ams disse...

Remus: Eu não sei qual o simbolismo desta e das muitas outras estátuas que habitam o Parque do Retiro, em Madrid bem como os espaços junto ao Alcazares, em Sevilha. O que eu sei é que todas elas transmitem alegria e tranquilidade.

Joni: O que se passa com o comentário que deixaste, eu não sei. Não tenho qualquer registo dele. Já em tempos, se bem me lembro, terá acontecido algo semelhante. Respondo da mesma forma como te escrevi na altura: qualquer comentário é bem-vindo, até porque se as pessoas se deram ao trabalho de o escrever, quem sou eu para o apagar? Se alguma vez eu não quiser comentários fecho essa possibilidade. Se a alguma vez eu não quiser que o meu blog seja lido, coloco-o como privado ou apago-o.

Anónimo disse...

Bela foto, muito alegre...me dá a impressão de que deixou a bicicleta e saiu saltitando. Um beijo
Marzie - RS/Brasil