sábado, 18 de julho de 2009

Ser Diferente

Madrid, 2009 © Adelina Silva

A única salvação do que é diferente é ser diferente até o fim, com todo o valor, todo o vigor e toda a rija impassibilidade; tomar as atitudes que ninguém toma e usar os meios de que ninguém usa; não ceder a pressões, nem aos afagos, nem às ternuras, nem aos rancores; ser ele; não quebrar as leis eternas, as não-escritas, ante a lei passageira ou os caprichos do momento; no fim de todas as batalhas — batalhas para os outros, não para ele, que as percebe — há-de provocar o respeito e dominar as lembranças; teve a coragem de ser cão entre as ovelhas; nunca baliu; e elas um dia hão-de reconhecer que foi ele o mais forte e as soube em qualquer tempo defender dos ataques dos lobos.

Agostinho da Silva, in 'Diário de Alcestes'

6 comentários:

Remus disse...

Enquadramento bem escolhido. Mas acho que a fotografia resultaria ainda melhor se fosse em preto e branco. É que nesta tonalidade (amarelada) é algo "choque" para os olhos. :-)

mfc disse...

Ser-se e continuar a ser o próprio, não é incompatível, longe disso, com a mudança de opinião e de atitude.

Anjo azul disse...

Parabens!|
Adorei este seu cantinho,
Que a vida lhe sorria com as mais desejadas felicidades
Anjo azul

Anónimo disse...

Olá, Adelina. Goste muito da sua seleção para essa página. Parabéns!!!
Rosimeire Régis - Campo Grande/MS -Brasil

Anónimo disse...

Sim, sim...ser diferente, ser reto e implacável nos princípios,nas crenças, e não ceder aos 7 pecados capitais, eis o grande desafio da sociedade contemporânea. Mas enfim, alguns dirias a que preço!!!! Talvez eu esteja errada e até me questiono por isso, mas eu ainda prefiro pagar o preço do ônus que a diferença traz.
Um beijo
Marzie - RS/Brasil

Joni disse...

Olá! Ser diferente= respeitar a individualidade de cada um.
tantas imagens já foram feitas da crucificação de jesus cristo, e, cada um o vê sob uma perspectiva diferente. esta é uma delas. como sempre um must.